PMRN

NESTE LINK VAMOS DESTACAR A HISTÓRIA DE NOSSA QUERIDA E AMADA GLORIOSA POLÍCIA MILITAR DO RGN, CRIADA EM XXVII – VI - MDCCCLXXXIV– STPM JOTA MARIA, JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA, JOTA JÚNIOR E JÚLIA MELISSA – MOSSORÓ-RN

RELOGIO

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

Seguidores do link POLÍCIA MILITAR

BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

SOLDADO LUIZ GONZAGA DE SOUZA

SOLDADO LUIZ GONZAGA DE SOUZA
PATRONO DA POLÍCIA MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE

SUB COMANDANTE

FCPM

FCPM

quinta-feira, 9 de julho de 2009

BRASÃO DA PMRN

APRESENTAÇÃO

É com imensa satisfação que faço apresentação deste importantíssimo link “POLÍCIA MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE”, contendo as ORIGENS E CONTEMPORANEIDADES da gloriosa e amada PMRN, descrevendo os fatos históricos e administrativos de uma corporação mais do sesquicentenária, com 173 anos de existência, criada em 4 de novembro de 1836.
Ingressei na Polícia Militar em 2 de julho de 1980, hoje, já estou na reserva remunerada, tendo em vista que não gozei minhas licenças especiais, além de seis meses de serviço prestado na iniciativa privada, mas precisamente na EIT-Empresa Industrial Técnica, porém, a Polícia Militar para mim foi uma verdadeira mãe – “MÃE PÁTRIA”, por isso mesmo que estou escrevendo a história da instituição. A parte histórica você ver nesta página, enquanto, as outras coisas, serão destacadas nos seguintes links: POSTO, GRADUAÇÃO,CORPO DE BOMBEIROS, HEROÍSMO, GREVE, PATRONOS, BATALHÃO, BATALHÃO 30 DE SETEMBRO (MOSSORÓ), BATALHÃO CEL ANDRÉ FERNANDES (PAU DOS FERROS), COMPANHIA, PELOTÃO e DESTACAMENTOS POLICIAIS MILITARES, distribuídos nos blogs OESTE NEWS e JOTA MARIA.
Pesquisamos bastante junto aos Boletins da Polícia Militar, para isto foi necessário desfolhar páginas por páginas dos boletins de 1950 até a presente data.
Acredito que este trabalho seja inédito, tendo em vista que desconheço qualquer obra no Rio Grande do Norte dissecando a história da PMRN.
Além dos boletins da PM pesquisamos junto aos jornais: A República. Diário de Natal, Tribuna do Norte, O Mossoroense, Gazeta do Oeste e Jornal de Fato (Mossoró) e dos livros: Batalhão de Segurança, de autoria do saúdo Dr. Rômulo Chaves Wanderley, natural de Assu, lançado em 21 de maio de 1969, e “RUAS E PATRONOS DE MOSSORÓ”, de autoria de Raimundo Soares de Brito (Caraúbas, 23 de abril de 1920); 2º BPM – NOTAS PARA A HISTÓRIA, de ANTONIO NONATO DE OLIVEIRA (AREIA BRANCA-RN, 26//2/1946), Coleção Mossoroense, 2003, porém, nossa maior fonte de pesquisa foi realmente os boletins da Polícia Militar.
Em minhas pesquisas verifiquei o total desinteresse da imensa maioria dos pesquisadores potiguares no que diz respeito de escrever referente os policiais militares, talvez pela culpabilidade da própria categoria e corporação, categoria, tendo em vista que o policial militar não gostar de prestar informações de sua própria vida; corporação, haja vista ser um órgão muito fechado, até mesmo para seus próprios membros.
Tentei de todas as maneiras de encontrar um livro que tivesse algumas biografias de policiais militares da Polícia Militar e infelizmente isto não foi possível, apesar de ter vasculhado várias bibliotecas públicas, nem mesmo no Historio Histórico e geográfico do Rio Grande do Norte, apenas tomei conhecimento que existe um livro intitulado de “OFICIAIS DA PM”, de autoria de Ivanaldo Lopes.
Aproveitando desta lacuna resolvi escrever esta obra que vai ser de suma importância para os Oficiais e Praças da gloriosa e amada Polícia Militar de nosso Estado, como também para nossos pesquisadores que a partir de agora poderão conhecer um pouquinho da história da corporação e dos dados biográficos de policiais militares Norte-rio-grandenses, desde os mais antigos até aos atuais, basta acessar os links acima mencionados.
A Polícia Militar tem uma grande jazida histórica e, diga-se de passagem, aforando à vista de todos, porém, falta o interesse do comandante de nomear uma equipe da própria corporação para arrancar essa enorme pedra e lapidá-la. No Quartel do Comando Geral, em Natal, existe um volumoso arquivo, estou me referindo aos Boletins Diário da Polícia Militar, desde início do século XX até os dias de hoje. Já pesquisei esses boletins de 1950 até a presente data, porém, não relacionei tudo, isto é impossível, esse serviço deveria ser feito por uma equipe de pesquisadores com total apoio da Polícia Militar

HISTÓRICO DO ANTIGO CFAP



ANTIGO BRASÃO DO CFAP DA GLORIOSAE AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. DESENHADO PELO ST PM JOTA MARIA




CFAP – PM-RN


# ORIGEM


O terreno do estado, conhecido por Granja da PM, mas improdutivo, localizado na estrada da redinha, vigiado por cinco praças da Polícia Militar, desviados de suas atividades fins.


A COHAB-RN já havia ocupado cerca de ¼ do terreno, por concessão do Governo da época, Cortez Pereira, e se preparava para ampliar sua posse.


Por outro lado, a então SECRETARIA DE Segurança Pública, atual s Secretaria da defesa social foi autorizada, pelo governo Tarcisio Maia (26/08/1916 – 13/04/1998), a construir a nova sede do DETRAN-Rn, nos terrenos ocupados pelo Corpo de Bombeiros


A PM RN necessitava, com urgência, de instalações onde pudesse funcionar o Curso de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, então confinados em três salas do QCG.


Após sucessivas reuniões entre o secretário de segurança Pública, Coronel João José Pinheiro Veiga, o Presidente da COHAB-RN, Dr. Ezequias Pegado Cortez e o Comandante Geral,, o mossoroense, Cel QEMA EIDER NOGUEIRA MENDES (24/08/1925), ficou acertado a transação que se segue, aprovada e aplaudida pelo governador Tarcísio Maia, E oficializada em convênio assinado no dia 27 de janeiro de 1975. Entre o Governador do Estado do Rio Grande do Norte, através de sua Secretaria de Planejamento, e a Companhia de Habitação Popular do RN, com a interferência da Polícia Militar do Estado.


A COHAB entregou à Companhia de Segurança Pública para construção da sede do DETRAN, um terreno de sua propriedade nas proximidades do Estádio Castelo Branco, atual João Machado.


A PM assegurou a posse do terreno ocupado pelo Corpo de Bombeiros, para construir ali o seu Quartel


A COHAB ocupou a maior parte dos terrenos da Granja da PM, para construção de casas populares e reservou 224 casas dessas casas, que foram vendidas a praças da PM.


A COHAB RN, com a importância correspondente ao valor do terreno da Granja da PM por ela ocupado, construiu as instalações do CFAP.


O Estado forneceu os recursos para complementar o CFAP, a COHAB construiu na área do CFAP, as instalações de um clube, que beneficia o bairro, mas de destinava, principalmente, à recreação dos componentes do CFAP e seus familiares.


Mais duas casas de melhor padrão de acabamento de três quatro, foram entregues à PM, pela COHAB, em troca de um terreno da PM em Caicó e outro terreno da SSP, nas proximidades da extinta Penitenciária João Chaves Dr. João Chaves, construída em 1968 e demolida em 2007, terreno este com valor equivalente às duas casas.


INSTALAÇÃO DO CFAP


Em 27 de setembro de 1976, o CFAP foi instalado, conforme o BI Nº 01: “HOJE”, às 07h00min horas, presente o major ARI MEDEIROS DE AGUIAR, comandante, Capitão PM SIMAR LASFIR SOARES, 1º TENENETE PM JOÃO BOSCO JOSINO, 2º Tenente PM LUIZ FERREIRA DA COSTA FRANCISCO CANINDÉ DE PAIVA e FRANCISCO SEVERINO DE MOURA, por determinação do CEL QEMA EIDER NOGUEIRA MENDES, Comandante Geral da PMRN, foi instalada esta UNIDADE Escolar (CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE PRAÇAS), a 600 metros da Estrada Natal-Redinha e por trás do Conjunto Residencial Potengi.


A sua inauguração ocorrerá no dia 4 de novembro do corrente ano, data aniversária da reorganização da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.




DADOS TÉCNICOS DA CONSTRUÇÃO


- RANCHO



ÁREA DE CONSTRUÇÃO................................282,00m²



ÁREA DE CONSTRUÇÃO...............................350,00m²



ENFARMARIA



ÁREA DE CONSTRUÇÃO.............................75,36m²



ÁREA DE CONSTRUÇÃO.................................93,81.m²



CORPO DA GUARDA



ÁREA DE CONSTRUÇÃO.................183,00m²



ÁREA DE CONSTRUÇÃO....................215,00m²



AUDITÓRIO



ÁREA DE CONSTRUÇÃO....................339,15m²



ÁREA DE CONSTRUÇÃO....................377,00m²



ALOJAMENTO (Prancha 1 e 2)



ÁREA DE CONSTRUÇÃO......938,63m²







ÁREA DE CONSTRUÇÃO......1.067,43.m²


SETOR DIDÁTICO E ADMINISTRAÇÃO


ÁREA DE CONSTRUÇÃO.....................748,86m²


ÁREA DE CONSTRUÇÃO....................705,72m²


CLUBE RECREATIVO


ÁREA DE CONSTRUÇÃO..................91,35m²


ÁREA DE CONSTRUÇÃO..................109,20m²


PARTE FINANCEIRA DA CONSTRUÇÃO


A importância gasta nas obras de edificação do CFAP, foram as seguintes:



RANCHO..............Cr $ 152.741,00


ALOJAMENTO E AUDITÓRIO.........Cr $ 334.013.00


SETOR DIDÁTICO E ADMINISTRATIVO.....Cr $ 106.246,00


RANCHO........Cr $ 593.000,00


A importância gasta nas obras de urbanização do CFAP, foram as seguintes:


- m²3.407,88 - CAÇALMENTO A PARALELEPÍPEDOS.... Cr$ 153.359,55


- m² 964,80 - MEIO FIO ............................. Cr22.185,80


- m² URBANIZAÇÃO E LIMPEZA ............ Cr$ 23.215,65


- m² TOTAL DA FATURA.......................... Cr$ 198.761,00


TOTAL GERAL DA OBRA........................ Cr$ 791.761,00


INAUGURAÇÃO


A 4 DE NOVEMBRO DE 1976, O Boletim Especial nº 01, o CFAP, transcreveu um dos mais importantes eventos da gloriosa e armadíssima Polícia Militar do Estado Rio Grande do Norte, em seu 140 anos de existência (1836 – 1976); Sendo hoje data do aniversário desta OPM, achou por bem o Comandante Geral, inaugurar mais uma de suas muitas realizações, o centro de Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), que será o ponto alto da Polícia Militar na formação e aperfeiçoamento dos novos policia\is militares do nosso Estado


Compareceram à solenidade de inauguração o Exmº Governador do Estado, Dr. Tarcísiode Vasconcelos Maia, Exm/ General de Brigada Comandante da 7ª BIM Valter Pinto de Morais, o Exmº Sr. Tenente Coronel rr secretário de Segurança Pública JOÃO JOSÉ PINHEIRO DA VEIGA, Exmº Sr. Prefeito de Natal Dr. Vouban Farias, Exmº Coronel QEMA comandante Geral da Polícia Militar EIDER NOGUEIRA MENDES e demais autoridades civis, eclesiásticas e militares. Na oportunidade foi servido um coquetel às autoridades presentes.


Com o lema: "EDUCAR PARA MELHOR SERVIR", o CFAP funcionou de 1976 a 1995, no Conjunto Residencial Potengi, zona norte de Natal, as margens do Rio Potengi, com o objetivo de formar, aperfeiçoar e atualizar praças da PMRN.


Apesar de ter sido inaugurado oficialmente no dia 4 de novembro de 1976. Porém, havia sido instalado em 27 de setembro de 1976, quando tomou posse o primeiro comandante do CFAP, o Major Ari Medeiros de Aguiar, que continou na administração até 26 de junho de 199, quando passou o comando para seu sucessor, o Major PM José Lopes Fernandes.


OS COMANDANTES


A seguir relacionaremos os nomes dos oficiais da PMRN que comandaram o CFAP, no período de 1976 a 1995:



1º - MAJOR PM ARI MEDEIROS DE AGUIAR – 27/09/1976



Ari Medeiros de Aguiar, natural de Natal, nascido a 8 de novembro de 1929, filho de João Julio de Aguiar e de Joaquina Medeiros de Aguiar. Ingressou na PM em 1 de setembro de 1942, na condição de soldado, passando por todas graduações e postos da Polícia Militar. No ano de 1955. Ingressou no Curso de Formação de Oficiais, no Centro de Formação de Quadros, da Polícia Militar, em Natal e no dia 27 de junho de 1957 foi declarado a aspirante a oficial; em 22 de outubro de 1957, a 2º tenente; em 31 de outubro de 1958 a 2º tenente; a 20 de abril de 1961, a capitão; a 21 de agosto de 1976, a major; a 21 de agosto de 1978, a tenente-coronel e a 10 de outubro de 1983, a coronel. Em 13 de julho de 1988 foi transferido para a reserva remunerada. Foi comandante do 1º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Natal, 2º Batalhão de Polícia Militar, em Mossoró, Companhia Regional de Caicó, Companhia Independente de Polícia Militar de Macau e Nova Cruz; comandante da Companhia de Polícia Militar de Pau dos Ferros; e foi o primeiro comandante do antigo Centro de Formação e Aperfeiçoamentos de Praças, CFAP, em Natal, no período de 27 de setembro de 1976 a 26 de junho de 1976, passando cargo para o Major José Lopes Fernandes. Em 1986 tentou adentrar na política, tentou galgar a uma cadeira na Assembléia Legislativa, porém, por pura burrice de nossos policiais militares, infelizmente, o Coronel Ari, o melhor oficial da PM, sem sombra de dúvida, não foi eleito. Faleceu em Natal no de 1996




2ª – MAJOR PM – JOSÉ LOPES FERNANDES – 26/06/1979



José Lopes Fernandes. Natural de Marcelino Vieira, nascido a 29 de dezembro de 1936, filho de Vicente Bezerra e Maria Lopes Fernandes. Ingressou na Polícia Militar 8 de abril de 1957. Foi declarado a aspirante em 25 de agosto de 1959; s


2º tenente em 26 de novembro de 1959,; 1º tenente em 9 de janeiro de 1961, capitão em 30 de janeiro de 1966; major em 25 de dezembro de 1976, tenente coronel em 21 de agosto de 1980; coronel em 25 de dezembro de 1983. Em 5 de agosto de 1985 foi transferido para a reserva remunerada no posto de coronel. É casado com Maria Valderila Bezerra Fernandes e pai do major PM Maximiliano Luiz Bezerra Fernandes, natural de Mossoró, nascido a 4 de junho de 1974.




3ª – MAJOR PM – SIMAR LASFIR SOARES – 07/10/1980


CORONEL LASFIR SOARES, natural de Macaíba-RNl, nascido a 24 de novembro de 1941, filho do saudoso coronel PM Antonio Mosart Soares e de dona Edite de Araújo Soares. Policial militar da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Ingressou na PM em 3 de fevereiro de 1960, na condição de aluno-a-oficial. Foi declarado aspirante-a-oficial em 16 de maio de 1963. Na década de 1970 foi comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar, sediada na cidade de Mossoró. No período de 1983 a 1986 exerceu a função de Secretário Estadual Chefe do Gabinete Militar, no governo do e mossoroense José Agripino Maia.


Oficial cumpridor de suas obrigações, leal, culto, honesto e inteligente, muito contribuiu para a atualização da legislação em vigor na Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Foi transferido para a reserva remunerada da PMRN, no posto de coronel.





4ª – MAJOR PM – JOSÉ FONTES SOBRINHO – 10/01/1982


José Fontes Sobrinho, natural de Natal, nascido a 19 de março de 1943, filho de Edson Vital Fontes e Francisca Soares Fontes. Havia ingressado na Polícia Militar em 11 de janeiro de 1960, na graduação de soldado PM, com o número 60.028.



5ª – MAJOR PM – ANTONIO CRIZANTO DE PÁDUA – 03/03/1983


Antonia Pádua Crizanto, natural de Nova Cruz-RN, nascido a 21 ,de fevereiro de 1939, filho de Francisco Gomes Crizanto e Maria Madalena Limeira Crizanto. Havia ingressado na Polícia Militar na graduação de soldado, passando pelas graduações de Cabo e Sargento



6º - MAJOR CÍCERO FIGUEIREDO DE MENDONÇA SOBRINHO – 17/08/1983


Cícero Figueiredo de Mendonça Sobrinho, natural de Jardim de Piranhas-RN, nascido a 21 de julho de 1940, filho de Zacarias Figueiredo de Mendonça e Celina Gomes de Mendonça. Transferido para a reserva remunerada em 5 de maio de 1995. Faleceu em Natal em 2003.




6 – MAJOR PM – JOSÉ RIBAMAR DA ROCHA - 1988 –


José Ribamar,, nasceu no Sítio Salamandra, atual cidade de São Francisco do Oeste - RN, a 16 de dezembro de 1945, filho de Luiz Silveira e de Josefa Gomes da Rocha. Em 1997 foi transferido para a reserva remunerada




7º - MAJOR SALATIEL RUFINO DOS SANTOS FILHO, natural de Pedro Velho-RN, nascido a 13 de janeiro de 1943, filho do Capitão PM Salatiel Rufino dos Santos e de Lady Borges dos Santos. No dia 3 de março de 1995 foi transferido para a reserva remunerada. Em 3 de outubro de 1996 foi eleito vereador no município de Parnamirim



7ª – MAJOR PM – SEVERINO GOMES DOS REIS NETO – 07/06/1993



Coronel PM SEVERINO GOMES DOS REIS NETO , natural de Surubim-PE, nascido a 28 de fevereiro de 1951, filho de Pedro Gomes dos Reis e de Maria Angélica dos Reis. Oficial da Polícia Militar de Pernambuco, desde 1971 em 11 de novembro de 1976 foi transferido para a do Rio Grande do Norte, na condição de oficial AR-2: nomeado comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), exerceu, no período de 03 de fevereiro de 1999 a 03 de abril de 2001, com entusiasmo, vibração, autoridade, lealdade e desenvoltura a missão que lhe fora confiada. Seu preparo técnico-profissional o conduziu a uma gestão eficiente e eficaz daquele grande comando. Caracterizado pelo planejamento, direção e execução de atividades operacionais envolvendo as diversas unidades sob seu comando, seu trabalho, desenvolvido de forma dedicada, inteligente e dinâmica, fruto do caráter e do senso de responsabilidade de que é possuidor, contribuiu sobremaneira para a elevação do grau de segurança e bem-estar da sociedade natalense. Oficial disciplinado e disciplinador, busca sempre, com seu exemplo de ilibadas condutas pessoal e profissional, engrandecer o nome da instituição a que serve, ainda que para tal lhe seja exigido o sacrifício de horas de lazer e de convívio familiar. Pela sua iniciativa, criatividade, espírito de cooperação e lealdade, o coronel PM REIS foi, à frente do CPC, um valioso auxiliar deste comando, mostrando-se sempre dedicado ao fiel cumprimento de suas missões. Reunindo, portanto, atributos morais, éticos e profissionais que o credenciam à seletiva ascensão funcional, assumiu as funções de Subcomandante Geral e Chefe do Estado Maior desta corporação, um novo desafio que lhe é apresentado, ocasião em que o exorto a agir de maneira consciente, isenta e responsável com que sempre se apresentou diante de seus superiores, pares e subordinados. Ao nobre companheiro, meus agradecimentos pela colaboração prestada e sinceros votos de sucesso e felicidades pessoais e profissionais em sua nova função. Comandou a corporação no período de 18 de agosto de 2001 a 3 de janeiro de 2003





8ª – MAJOR PM – FRANKLIN FIRMINO DA SILVA, natural de Natal, nascido a 12 de setembro de 1953, filho do Coronel Luiz Firmino da Silva e Francisca Batista da Silva comandou o antigo CFAP no período de 07 DE JUNHO DE 1993 ATÉ 03 DE MAIO de 1995, quando foi extinto para dá lugar ao Centro Educacional Alferes Tiradentes


Em 25 de maio de 2006 depois de movimento feito pelas associais policiais militares, o Centro de Aperfeiçoamento de Praças retorna com nova denominação, que teve como primeiro comandante o Tenente Coronel Edílson da Silva (09/09/1959) e como subcomandante o Major PM Marcos Batista Mendes





GUARDA DO EXTINTO CFAP


No dia 21 de abril de 1977, foram inauguradas no interior do CFAP duas quadras desportivas: uma à prática de Basquetebol, Voleibol e Futebol de Salão, e à prática de Tênis.


PRIMEIRO CAS


O primeiro CAS-Curso de Aperfeiçoamento de Praças no CFAP, foi realizado no ano de 1976, tendo sido iniciado no QCG-Quartel do Comando Geral, na Rua Rodrigues Alves, no Bairro Tirol, zona sul da Capital, em 5 de julho de 1976 e em 27 de setembro de 1976 foi transferido para o CFAP e concluído no dia 17 de dezembro de 1976




PRIMEIRO CFC DO CFAP


Em 5 de julho de 1976 foram incorporado 26 alunos cabos, tendo essa turma iniciada no QCG e no dia 27 de setembro de 1976 foi transferida para o CFAP, no bairro Potengi, Zona Norte – Nata, cuja turma concluída em 17 de dezembro de 1976 passou para a História da gloriosa e amada Polícia Militar do Rio Grande do Norte, por ter sido a primeira turma de Cabos com formação no Centro de Aperfeiçoamento de Praças, instalado em 27 de setembro de 1976, com inauguração a 4 de setembro de 1976 e extinto a 3 de maio de 1995, conforme Lei nº 6.769 e retornou em 25 de maio de 2006. Essa turma teve 28 matriculados, com uma delegação e outro reprovado.



PRIMEIRA TURMA DE SARGENTO DO CFAP – Civis:


No dia 01 de fevereiro de 1979, de acordo com o Aditamento do BI nº 023, de 12 de fevereiro de 1979, foram incorporados nas fileiras da PMRN, no estado efetivo do CFAP, na categoria de ALUNOS Sargentos,, os reservistas de Primeira Categoria. Dispensado da incorporação voluntária



1 –AL SGT PM Nº 79082 – BENEDITO GUILHERME SOBRINHO, natural de Natal, nascido a 27 de novembro de 1953, filho de pai não declarado e de Francisca Notilia Silva


2 –AL SGT PM Nº 79083 – ANAGEL NUNES DE SANTANA, natural de Natal, nascido a 15 de setembro de 1954, filho de João Belizio de Santana e de Peluzia Carvalho de Santana


3 –AL SGT PM Nº 79084 – AMADEU EVARISTO RAFAEL, natural de Macaíba, nascido a 27 de junho de 1960, filho de Pedro Rafael e Maria Anunciação


4 –AL SGT PM Nº79085 – KLECIUS BANDEIRA CAVALCANTE, natural de Natal, nascido a 1º de setembro de 1958, filho de José Bandeira Cavalcante e de Miriam Arruda Câmara


5 –AL SGT PM Nº 79086 – JOSENILDO LIBERATO FREIRE, natural de Campo Grande-RN, nascido a 12 de outubro de 1961, filho do subtenente PM José da Silva Freire e de Ana Liberato Freitas. Josenildo foi um dos policiais militares da PMRN que ingressou na corporação antes de completar 18 anos, ou seja, com 17 anos e dois meses


6 – AL SGT PM Nº 79.087 – VICENTE HERIVELTO TINOCO WANDERLEY,natural de Assu, nascido a 13 de outubro de 1957, filho de Palmiro da Silva Wanderley e de Altamira Tinoco Wanderlei


7 – AL SGT PM Nº 79088 – JOSÉ VANILSON DE PAIVA, natural de Monte Alegre-RN, nascido a 22 de setembro de 1957, filho de Pedro Xavier de Paiva e de Severina Ferreira da Silva



PRIMEIRA TURMA DE SOLDADO FORMADA NO CFAP


No dia 27 de setembro de 1976, teve início a formação da primeira turma de soldados formada no CFAP-Centro de Aperfeiçoamento de Praças, em Natal, com 206 inscritos. Essa turma terminou em 17 de dezembro de 1976, com 206 aprovados. Eis os dados pessoais dos candidatos. Confira os dados pessoais dessa turma no LINK GRADUAÇÃO – OESTENEWS.BLOGSPOT.COM


EXTINÇÃO DO CFAP E CRIAÇÃO DO CEAT


CEAT – CENTRO EDUCACIONAL “ALFERES TIRADENTES”


O CEAT foi criado pelo Decreto Estadual nº 12.806, de 14 de novembro de 1994, sancionado pelo então governador Garibaldi Alves Filho, publicado no DOE-RN nº 8642, de 16 de novembro de 1995.


O CEAT foi instalado no dia 6 de dezembro de 1995, pelo então comandante da PMRN, Coronel PM Altamiro Galvão de Paiva, que teve como primeiro diretor o primeiro tenente PM ANTONIO MARCOS DE ABREU PEIXOTO, atual prefeito do município de Ceará Mirim, que administrou o CEAT no período de 6 de dezembro de 1995 a 15 de janeiro de 1996, quando passou o cargo para o Major PM Francisco Barbosa




LEI Nº 6.769, DE 05 DE MAIO DE 1995


Altera dispositivo da Lei Complementar nº 009, de 4 de janeiro de 1991


O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, Faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei:


Art. 1º Ficam extintos da Estrutura organizacional da Polícia Militar, a Sub-Chefia do Estado Maior e o Centro de Aperfeiçoamento de Praças-CFAP, previstos, respectivamente, no § 1º. Do artigo 11, inciso I, do artigo 21, da Lei Complementar nº 090, de 4 de janeiro de 1991.


Art. 2º A formação, o aperfeiçoamento e a especialização de Praças, passam a ser atribuições da Academia de Polícia Militar “Coronel. Milton Freire”, criada pela Lei nº 6.721, de 07 de dezembro de 1994


Art. 3º - A presente Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário


Palácio Potengi, em Natal, 03 de maio de 1995, 107º da República.


GARIBALDI ALVES FILHO


ROBERTO BRANDÃO FURTADO


(Publicada no DOERN n° 8508, de 04/05/1995 e no BG Nº 083, de 03/05/1995, página nº 1395 – ARQUIVO “OESTE NEWS” – MAIOR PORTAL DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E CONTEMPORÂNEAS DO RIO GRANDE DO NORTE – “OESTENEWS.BLOGSPOT.COM



DECRETO QUE CRIOU O CEAT



DECRETO Nº 12.806, DE 14 DE NOVEMBRO DE 1995


Cria na estrutura básica da Polícia, o Centro Educacional Alferes Tiradentes


O Governador do Estado do Rio Grande do Norte, usando das atribuições que lhe confere o art. 64, inciso V da Constituição Estadual, DECRETA:



Art. 1º - Fica criada na estrutura básica da Polícia Militar, subordinado diretamente a Diretoria de Ensino da Corporação, como unidade de ensino de 1º e 2º grau, o Centro Educacional Alferes Tiradentes, com a finalidade de ministrar, ensino básico, preferencialmente a filhos de integrantes da PM e demais integrantes da comunidade civil.



Parágrafo único: A unidade escola ora criada funcionará em instalações próprias da PM, localizada à Rua Pitombeira s/nº, Conjunto Potengi, nesta capital.



Art. 2º O Centro Educacional Alferes Tiradentes, será administrado pela PM e reger-se-à, no tocante a parte pedagógica, pelas mesmas diretrizes que regem os Estabelecimentos Oficiais de Ensino do Estado do Rio Grande do Norte.



Art. 3º A Secretaria de Educação Cultura e Desportos proverá o Centro Educacional Alferes Tiradentes, o que couber relacionado a professores, equipes técnicas de educação e materiais.



Art. 4º A Polícia Militar, quando necessário, realizará convênios com outros órgãos a fim de proporcionar melhor funcionamento da nova escola.



Art. 5º Este decreto entrará em vigor a partir da data de sua publicação, revogadas todas as disposições em contrário.



Palácio Potengi, em Natal 14 de novembro de 1995, 107º da República.



GARIBALDI ALVES FILHO - Sebastião Américo de Souza.


(Publicado no DOE-RN de 16 novembro de 1995 - Edição nº 8.642 - ARQUIVO “OESTE NEWS” – MAIOR PORTAL DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E CONTEMPORÂNEAS DO RIO GRANDE DO NORTE – “OESTENEWS.BLOGSPOT.COM, JOTAMARIA.BLOGSPOT.COM, E BLOGDAJULLYETTH.BLOGSPOT.COM”)




INAUGURAÇÃO DO CEAT




Nota nº 017/95-PM/3 de 04 dezembro de 1995.


1. Dia: 06.12.95


2. Hora: 16:00 hs.


3. Local: CENTRO EDUCAIONAL ALFERES TIRADENTES



4. Participantes: 4º BPM, APM, CPChq, CCBom e CPFem e Guarda de Honra formada por cadetes do CFO e Alunos do CHO da APM;


5. Dispositivo pronto: 15h30min


6. Uniforme: Oficiais: 3º D (quepe cinza e camisa meia manga com platinas, calça e cinto cinza, sapatos e meias pretas);


Praças: a cargo de cada OPM (recomenda-se, entretanto que estejam bem apresentados)



7. Cerimonial: Fica designado coordenador do cerimonial o Tenente Coronel PM Amaury Oliveira de Queiroz.



Publique-se e arquive-se.


ALTAMIRO GALVÃO DE PAIVA, Cel PM


Comandante Geral



DISCURSO DO COMANDANTE GERAL


Veja na íntegra o teor completo do discurso do Coronel PM Altamiro Galvão, proferido pela ocasião da inauguração do Centro Educacional Alferes Tiradentes, publicado no BG Nº 230, de 11 de dezembro de 1995, página nº 2.944.





“Hoje, dia 06 de dezembro de 1995 uma nova página se escreve na história desta Polícia Militar. Voltada para a sua missão constitucional de preservação da ordem pública, esta instituição alça vôo para novos desafios no campo social provendo com a união de todas novas perspectivas para o amanhã. Não podemos conceder uma sociedade livre sem a presença da democracia. Não Podemos conceber uma instituição forte sem o exercício da cidadania. O que se materializa neste momento é a consolidação de um sonho de todos nós policiais militares, uma escola onde o ensino, seja complementado pelo exercício do civismo e do amor à pátria. O seu planejamento não a configurou como uma ilha de corporativismo, mas estendeu também o seu seio para os nossos irmãos civis deste bairro pobre de Natal. Quando se idealizou este colégio militar, não se pensou em organizar-se uma entidade de ensino elitista, mas com a finalidade de participarmos junto com a comunidade do esforço contínuo do governo do Estado, no sentido de prover também uma escola para os filhos de nossos soldados, cabos, sargentos e oficiais. Os 850 alunos matriculados representam uma grande contribuição deste governo à comunidade e a nós policiais militares. O Centro Educacional Alferes Tiradentes, nosso Colégio Militar, que no passado acasalou os pais policiais militares no antigo CFAP, hoje recebe seus filhos para prepará-los para o grande desafio do próximo milênio. Se outrora a presença de terra e capital representavam poder, o grande desafio da era da tecnologia da informação é legar esse poder a quem for maior detentor do saber. Esta obra ergueu-se com muito suor e lágrimas, quase nada tínhamos Sr. Governador, mas mãos voluntárias se levantaram no sentido de concluí-la. Os nossos agradecimentos ao Ten Peixoto, Bel. em Direito e Diretor desta Escola, a professora Deusimar vice diretora, ao Tenente Coronel Glicério Comandante do 4ºBPM, que comprando a idéia a fez prosperar. O nosso preito de gratidão a um educador que ao tomar conhecimento do projeto, deu uma contribuição que sem ela não estaríamos aqui, o meu eterno professor João Faustino, Secretário de Educação. E por fim ao grande líder deste projeto político, o Governador Garibaldi Alves Filho, que ao tomar conhecimento deste evento fez questão de apoia-lo e antes mesmo de sua viagem ao Continente Asiático, agendou sua presença. Muito obrigado Governador, as gerações vindouras testemunharão o gesto de coragem legado aos filhos dos milicianos potiguares. Ao encerrarmos gostaríamos de pedir a Deus, que este monumento permaneça incólume e inabalável, como testemunho de uma obra para o futuro desta instituição. Estamos praticamente Governador encerrando a última obra de nosso comando. Aí está Governador a contribuição da Polícia militar, ao projeto político de V.Ex.ª., provendo aos policiais militares e ao povo pobre deste bairro, educação para 850 alunos. Que Deus ilumine V. Exª. na sua difícil caminhada de governar o Estado do Rio Grande do Norte. Obrigado Governador.


ALTAMIRO GALVÃO DE PAIVA, CEL PM.”



(Publicado no BG nº 226 de 05 dezembro de 119 – ARQUIVO DO PORTAL OESTE NEWS – MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E ATUAIS DO RIO GRANDE DO NORTE: JOTAMARIA.BLOGSPOT.COM, OESTENEWS.BLOGSPOT.COM E BLOGDAJULLYETTH.BLOGSPOT.COM)


HERÓI-MARTIR LUIZ GONZAGA DE SOUZA

DADOS HISTÓRICO SOBRE O HERÓ-MÁRTIR LUIZ GONZAGA DE SOUZA, EX-SOLDADO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE


INTRODUÇÃO
Baseado no Boletim Interno da PM RN, nº 120, de 27 de junho de 1977, páginas de nºs 1418 a 1420, apresentamos os dados históricos sobre o Herói-Mártir LUIZ GONZAGA DE SOUZA, ex-soldado da PMRN, que na Revolução Comunista, denominada de INTENTONA COMUNISTA DE 1935, se tornou o grande herói de nossa gloriosa e amada Polícia Militar. Na época vários companheiros foram feridos e  combinando com a morte do bravo e saudoso SOLDADO LUIZ GONZAGA DE SOUZA, que lutou toda sua grande btavura, até o último minuto de sua vida,  o qual entrou na  galeria da história como herói da INTETONA COMUNISTA DE 1935 NO RIO GRANDE DO NORTE, na  época o efetivo da PM era de apenas 700 homens aproximadamente, e disponham somente de seis mil tiros,  número limitado de fuzis. Enquanto, os inimigos dispunham de 130 tiros, armas automáticas e moderníssimas para a época, tendo sido necessário que os soldados desdobrarem para vencer os inimigos, e o soldado LUIZ GONZAGA que com seu heroísmo lutou até cai por terra sem vida, para que os seus colegas de caserna não viessem parecer perante as balas dos seus inimigos.
BIOGRAFIA
Na vila de Sacramento, hoje cidade de Ipanguassu, distante 11 quilômetros de Assu, mais precisamente no Sítio Veneza, a 24 de março de 1917, o casal Manoel Gonzaga de Souza  e Maria Conceição de Oliveira, viu seu lar feliz, mais uma vez, com o nascimento de um   robusto garoto de cor morena que lhe deu o nome de LUIZ GONZAGA DE SOUZA, que ao completar um mês de vida foi levado por seus pais à Igreja Matriz de São JOÃO Batista, na cidade de Assu, onde foi celebrado seu batismo pelo padre Joaquim Honório da Silveira, cujo registro passou a fazer parte do Livro 25, pagina 167, com o número de ordem 271.
Foi padrinho do batizado o casal MINERVINO WANDERLEI e CARLOTA DE SÁ WANMDERLEY, a 8 de maio de 1917.
Manoel Gonzaga de Souza, genitor do soldado Luiz Gonzaga de Souza, rendeiro de uma pequena parte de terreno, na Fazenda Zumba do Molheiro, conhecida por Sítio Veneza, às margens do Rio Assu na Vila Sacramento, hoje Ipanguassu, trabalhava para conseguir o necessário para o sustento da família.
Sob a égide dessa educação de agricultor, foi se tornando adulto o menino LUIZ GONZAGA, que no passar do tempo viu-se obrigado a enfrentar trabalho diferente, vez que não lhe eram gratos os sinistros de homem do campo, divergindo, assim, da profissão, de seu pai.
Formando uma mentalidade mais adulta, LUIZ GONZAGA, já considerando menino vadio e preguiçoso, idealizou uma profissão, qual seja a de vender, num tabuleiro, diversos tipos de bagana, dentre elas, bolo pé-de-moleque, bejú, tapioca e gigibira, além de outras espécies de engodos de garotos de rua.
Para tanto, Luiz Gonzaga, visitava as festas populares do Assu, Macau, Pendências e as realizadas na própria Vila de Sacramento, onde havia os bailes de concertinas e rebeca, acompanhando de um famoso reco-reco.
Não era registrado e sua primeira comunhão foi feita em trajes impróprios, na Igreja Matriz de São João Batista do Assu, quando tinha apenas 14 anos de idade, e não chegou a freqüentar nenhuma escola. No dia em que seus irmãos MARIA SANTINA e EUNICE foram fazer a primeira comunhão em Assu, Luiz Gonzaga seguiu, às condições, e ao entrar na Igreja, com roupa rasgada, causou certas admirações aos presentes, por que sua endumentária divergia da que era exigida para o ato, todavia, o Vigário mandou que ele entrasse e o acolheu, dizendo que talvez ele tivesse com fé mais viva e mais presente em DEUS, de que os outros meninos que ali se encontravam, e assim foi feita a sua primeira comunhão no ano de 1931,
A família
O casal Manoel Gonzaga de Souza e de Maria da Conceição de Oliveira, conhecida intimamente pelos seus como MARIA DE NÉ, teve 14 filhos, sendo oito homens e seis mulheres. SIMPLICIA GONZAGA DE SOUZA, é a irmão mais velha, nascida a 01 de março de 1910, é casada, doméstica e reside na cidade de Ipanguassu, à Rua Norte, nº 459, e seu esposo é agricultor.
LUIZ GONZAGA DE SOUZA, teve dois irmãos que também foram militares, um dos quais, FRANCISCO GONZAGA DE SOUZA, pertenceu à Polícia Militar do Rio Grande do Norte, incorporando no dia 1º de setembro de 1939 e licenciado a 22 de março de 1941, conforme os anais da corporação (Livro nº 06, página 125). O outro, VALDEMAR GONZAGA DE SOUZA, foi marinheiro, e em 1947, faleceu.
INGRESSO NA PMRN
EM 29 DE OUTUBRO DE  1935, SAINDO DE CASA, mesmo contra a vontade de seus pais LUIZ GONZAGA DE SOUZA, VEIO PARA Natal, e aqui chegando não tardou em ingressar na Polícia Militar, vez que já era seu desejo.
Incorporando na Companhia de Metralhadoras, com o número 1075, LUIZ GONZAGA DE SOUZA passou a pertencer às fileiras da Unidade, não sabendo, como seria óbvio, que seus dias de vida estavam contados pelos cálculos matemáticos do destino, tão é que, com 25 dias de praça teve seu corpo cravado por balas comunistas, e na época contava apenas 18 anos de idade. Com seu sable, a morte de nosso herói, deu-se a 24 de novembro, às margens do Rio Potengi, bem próximo ao Velho Quartel da Salgadeira, hoje, Casa do Estudante de Natal.
Seu heroísmo foi deveras impressionante, segundo depoimento de seus companheiros de luta. Soube, na verdade, ser bravo e morrer na defesa das instituições e na integridade da Pátria. No seu túmulo encontra-se na frase de um dos grandes estadistas brasileiros, nos seguintes termos: “PARA SER HERÓI NEM SEMPRE É PRECISO MATAR, BASTA QUE ÀS VEZES SE SAIBA MORRER”. O Soldado Luiz Gonzaga de Souza foi promovido por bravura post-mortem, em novembro de 1935, à graduação de Cabo, e, anos depois à 3º Sargento.
Várias e empolgantes são as narrativas desse episódio, entretanto, numa evocação sintética da heróica resistência, valemos-nos das palavras do Dr. JOÃO MEDEIROS FILHO, Chefe de Polícia à época inseridas no seu livro “MEU DEPOIMENTO”, a respeito da participação da Polícia Militar, no seguinte teor: Dificilmente a Polícia Militar do Estado, na sua histórica, uma página mais brilhante do que a da resistência que opôs aos comunistas. Verdadeiros titãs, bem merecem os soldados e oficiais que, com tanta bravura, defendem as tradições de heroísmo da gente potiguar, que lhes assinale o feito emérito nestas linhas escritas despreentenciosamente por um observador imparcial. Durante 19 horas de assédio, quarenta e poucos homens metidos num buraco, sem víveres e apenas com seis mil tiros de uns fuzis descalibrados, enfrentaram com real vantagem, um inimigo vinte e muitas vezes superior em número, dispondo de 130 mil tiros e armas automáticas moderníssimas. No domingo de manhã, 24, quando procurado na prisão pelo Sargento Amaro Pereira para fins de, em carta, aconselhar ao Coronel Luiz Júlio a rendição do Quartel, ao que dei a resposta pela minha dignidade, senti, e isto me produziu uma grande alegria, que  os atacantes esmoreciam diante de tão desesperada resistência.
A velha metralhadora, a única na Polícia, como um leão adormecido que acordava para lutar até morrer, fazia vibrar de instante a instante, as suas moléculas de aço, e advertindo o inimigo de que era uma sentinela vigilante na defesa dos sitiados. Só depois de consumido o último cartucho é que estes se viram na contingência de abandonar as posições que galhardamente sustentavam. E essa retirada construiu numa epopéia.
Anualmente, a 27 de novembro, são prestadas homenagens póstumas a esse herói, e a outros que, em diferentes recantos do Brasil, derramaram seu sangue na defesa desta Pátria-Mãe. Essa data, não se refere ao dia em que morreu LUIZ GONZAGA DE SOUZA, e sim, quando foi sufocado o movimento vermelho em todo Território Nacional.
MONUMENTO AO SOLDADO LUIZ GONZAGA
INAUGURADO: 27 de novembro de 1975
- governo do estado – Dr. TARCÍSIO DE VASCONCELOS MAIA
SECRETÁRIO DE SEGURANÇA – Coronel do Exército JOÃO JOSÉ PINHEIRO VEIGA
- COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR – Coronel QEMA EIDER NOGUEIRA MENDES
- PROJETO ARQUITETÔNICO – Engenheiro JOÃO MAURÍCIO DE MIRANDA - PROFESSOR DA ESCOLA DE ARQUITETURA DA UFRN.
- TRABALHO ARTÍSTICO – ENTALHADOR MANXA
- construção – Construtora “CECIL”
- SUPERVISÃO GERAL – Engenheiro MONIR Aby Faraj
- ÓRGÃO PATROCINADOR – Universidade Federal do Rio Grande do Norte
ÓRGÃOS COLABORADORES – COHAB, TELERN, COSERN, BRGN, SESO, SENAC e PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL
O Monumento do Herói-Mártir LUIZ GONZAGA DE SOUZA, Ex- Soldado da Polícia Militar do Estado está situado no Quartel do Comando Geral, à Rua Rodrigues Alves, s/nº, Natal/RN

EPISÓDIOS PMRN

NO ESTADO E ALÉM FRONTEIRAS
Desde a sua implantação na época do Império até o advento da República, a PMRN teve participação apenas no setor de policiamento, mas foi a partir do ano de 1924, que a PM de nosso Estado começou a escrever com sangue a sua história dentro de sua jurisdição e além fronteiras.
Conheça os principais episódios da Polícia Militar do Rio Grande do Norte e além fronteiras, defendendo a integridade física das autoridades, da sociedade potiguar, como também defendendo a constitucionalidade do Estado.
COMBATE AO CANGACERISMO
Na década de 20, do século XX, ocorreu o combate ao cangacerismo, através de choques registrados contra os grupos liderados pelos cangaceiros ANTONIO SILVINO e VIRGULINO FERREIRA DA SILVA – “LAMPIÃO”, o REI DO CANGAÇO DO NORDESTE. A PMRN este acompanhada no combate a esses cangaceiros, tanto no sertão, como no agreste potiguar.
COMBATE À COLUNA PRESTES, NO ESTADO DO MARANHÃO
Combate à Coluna Prestes, que era comandada pelo Capitão LUIZ CARLOS PRESTES, JUAREZ TÁVORA, SIQUEIRA CAMPOS, JOÃO ALBERTO e MIGUEL COSTA e outros revolucionários, que mais tarde tiveram papel importante na vida pública. O combate denominado de “O COMBATE DAS FLORES”, ocorrido na noite do dia 31 de dezembro de 1924
O presidente da República ARTUR DA SILVA BERNADES (15/11/1922 – 15/12/1926) não deu tréguas aos rebeldes. Perseguiu-os por toda parte e convocou as policiais estaduais para maior eficiência do combate. O Rio Grande do Norte também foi convocado, através da PM RN para combate-los. Isto aconteceu em dezembro de 1925, conforme se vê do Boletim regimental nº 254, do 25 de dezembro de 1925, que dava notícia à tropa de haver o Senhor presidente da República, que era o Dr. Artur Bernandes, solicitado ao Governador, Dr. José Augusto Bezerra de Medeiros (01/01/1924 – 01/01/1928), o envio de um contigente para o maranhão, onde se achavam os rebeldes.
Atendendo prontamente à solicitação do Catete, o governo estadual fez seguir para aquela unidade da Federação, pelo vapor Pará, do Loide Brasileiro, uma Companhia, assim formada:
1 – CAPITÃO – APOLÔNIO AUGUSTO SEABRA DE MELO
2 – 1º TENENTE – JOÃO BANDEIRA DE MELO
3 – 2º TENENTE GLICÉRIO CÍCERO DE OLIVEIRA
4 – 2º TENENTE JOSÉ VOTORIANO DE MEDEIROS
5 - 2º TENENTE – LAURENTINO FERREIRA DE MORAIS
6 – 1º SARGENTO – VIRGÍLIO CÉSAR BARBALHO
7 – 2º SARGENTO - LUIZ GONÇALVES DE ARAÚJO
8 – 2º SARGENTO – PEDRO CECILIANO LUSTOSA
9 – 2º SARGENTO – LUIZ AUSPÍCIO DE OLIVEIRA
10 – 2º SARGENTO – AUGUSTO AZEVEDO DE SOUZA
11 – 3º SARGENTO - JOSÉ GOMES DE SOUZA BASTOS
12 – 3º SARGENTO - MOISÉS DA COSTA PEREIRA
13 – 3º SARGENTO - JOÃO FERNANDES DA CRUZ
14 – 3º SARGENTO - FRANCISCO GERMANO FILHO
15 – 3º SARGENTO – MANOEL GOMES DE MELO
16 – CABO PM – FÉNELON CAVALCANTE DE ALBUQUERQUE
17– CABO PM – JOÃO MARINHO DE CARVALHO
18 – CABO PM – JOÃO PAULINO DE MEDEIROS
19 – CABO PM – JOSÉ BENTO DE OLIVEIRA
20 – CABO PM – SEVERINO CARNEIRO DE CARVALHO
21 – CABO PM – GENTIL DE OLIVEIRA
22 – CABO PM – EPITÁCIO MACIEL
23 – CABO PM – JOSÉ FRANCISCO DE OLIVEIRA
24 – CABO PM – MANUEL DA CUNHA FREITAS
25 – CABO PM – ANTÔNIO CABRAL DE MELO
26 – CABO PM – ALFREDO DE SOUZA DO NASCIMENTO
27 – CABO PM – JOÃO FELIPE
28 – SOLDADO PM – ERNESTO LOPES TEIXEIRA
29 – SOLDADO PM - JOSÉ BARRETO
30 – SOLDADO PM – MANUEL NUNES COELHO
31 – SOLDADO PM – ANTONIO JÚLIO DE LIMA
32 – SOLDADO PM – ÁLVARO NUNES
33 – SOLDADO PM – SEVERINO SARAIVA DANTAS
34 – SOLDADO PM – ANISIO BELARMINO DE SALES
35 – SOLDADO PM – LUIS LAURENTINO SOARES
36 – SOLDADO PM – LUIS ANTONIO DE BARROS
37 – SOLDADO PM – MANUEL BARBOSA
38 – SOLDADO PM – JOAQUIM MARCELINO DA SILVA
39 – SOLDADO PM – MANUEL PAULINO DE CARVALHO
40 – SOLDADO PM – GONÇALO SABINO HUMAITÁ
41 – SOLDADO PM – TEODORICO PIRES GOMES
42 – SOLDADO PM – JOSÉ BATISTA DE ALMEIDA
43 – SOLDADO PM – FRANCISCO AVELINO
44 – SOLDADO PM – SEVERINO CRISPIM DE ALMEIDA
45 – SOLDADO PM – JOÃO GOMES DA SILVA
46 – SOLDADO PM – JOÃO MARIANO DE AZEVEDO
47– SOLDADO PM – JERÔNIMO ELIAS GALVÃO
48 – SOLDADO PM – JOÃO INÁCIO DA SILVA
49 – SOLDADO PM - MELQUIADES GOMES
50 – SOLDADO PM - SEVERIANO ESTÊVAM DOS SANTOS
51 – SOLDADO PM – MARCOS FLOR DOS SANTOS
52 – SOLDADO PM - GUSTAVO BARBOSA DE OLIVEIRA
52 – SOLDADO PM - DARIO ALVES VERAS
52 – SOLDADO PM – PAULINO GUEDES DE MORAIS
52 – SOLDADO PM – JOÃO CASTANO DO NASCIMENTO
52 – SOLDADO PM - MANUEL BEZERRA DA SILVA
52 – SOLDADO PM – CESLO DE ASSIS
52 – SOLDADO PM – GABRIEL PESSOA MARINHO
52 – SOLDADO PM – MÁRIO AGOSTINO MARINHO
52 – SOLDADO PM – GONÇALO LOPES DA SILVA
52 – SOLDADO PM – JOSÉ BERNARDINO DA SILVA
52 – SOLDADO PM - JOSÉ JUSTINO DE OLIVEIRA
52 – SOLDADO PM - JOSÉ MARTINS ALVES PEREIRA
52 – SOLDADO PM – FRANCISCO GOMES DA SILVA
52 – SOLDADO PM – LUIS PAULO
53 – SOLDADO PM – JOSÉ ALVES BEZERRA
54 – SOLDADO PM – ANTONIO PEREIRA DA SILVA
55 – SOLDADO PM – CARLOS NUNES
56 – SOLDADO PM – JOÃO CRISPIM DE ALMEIDA
57 – SOLDADO PM – MANUEL PARANHOS DA SILVA
58 – SOLDADO PM – JOÃO CÂNDIDO DA CRUZ
59 – SOLDADO PM - HIGINO MIQUELINO
60 – SOLDADO PM – MANUEL LUIZ DE LIMA
61 – SOLDADO PM – FRANCISCO JERÔNIMO DE FREITAS
62 – SOLDADO PM – MANUEL AUGUSTO DA SILVA
63 – SOLDADO PM – OLINTO RODRIGUES CHAVES
64 – SOLDADO PM – RAIMUNDO LOPES DA SILVA
65 – SOLDADO PM – MIGUEL GOMES DA SILVA
66 – SOLDADO PM – JOAQUIM SEBASTIÃO DA SILVA
67 – SOLDADO PM – MANUEL OLINTO DA SILVA
68 – SOLDADO PM – ANTONIO DOS SANTOS
69 – SOLDADO PM – BENÍCIO FERREIRA DE LIMA
70 – CABO CORNETEIRO PM –ROQUE BRAULIO DE ARAÚJO
71 – CABO CORNETEIRO PM – ANTONIO NUNES DO NASCIMENTO
72 – CABO CORNETEIRO PM – JOÃO AURELIANO BARBOSA
73 – CABO CORNETEIRO PM – JOSÉ DIAS FERREIRA
74 – CABO TAMBORISTA PM - JOÃO BARBOSA
ASPECADAS – POSTO MILITAR ACIMA DE SOLDADO
75 – PEDRO SILVA DE MORAIS
76 – ANTONIO QUIRINO DO NASCIMENTO
77 - FRANCISCICO RODRIGUES DO NASCIMENTO
78 - ARTUR GOMES DA SILVA
79 - FRANCISCO GOMES DA SILVA
80 - ANTONIO ALVES LEITÃO
81 - AFONSO MORAIS DE LIMA
82 - JOAQUIM CARLOS DA SILVA
83 - FELICIANO TERTULIANO DA SILVA
84 - JOSÉ FRANCISCO DE PAULA
85 - FRANCISCO BEZERRILL SOBRINHO
86 - MANUEL MARTINIANO DE OLIVEIRA

REGRESSO AO ESTADO
No dia 25 de fevereiro de 1926, a bordo de um navio do Loide Brasileiro, chegaram a Natal, os oficiais e praças da gloriosa e amada Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte que tiveram no dia 20 de dezembro de 1925, ao Estado do Maranhão, defender a legalidade. O povo potiguares os aplausos do Cais ao Quartel – O comandante da corporação, tenente coronel JOAQUIM ANSELMO PINHEIRO FILHO, saúda os seus comandados que honraram o nome da PMRN em terras maranhenses. Dentre as vozes que disseram “PRESENTE” apenas ficou em silêncio a do 2º sargento AUGUSTO AZEVEDO DE SOUZA. Ficara sepultado no solo maranhense, quando defendia o governo de seu país. O sepultamento do bravo sargento Augusto de Azevedo de Souza, verificou-se às três horas da tarde do dia 1º de janeiro de 1925, cujo cortejo foi acompanhado por diversos oficiais e praças ali sediados, até o cemitério da cidade de São José das Flores, e ao baixar ao túmulo falou em nome da PM, o tenente José Vitoriano de Medeiros, que em breves e emocionantes palavras, disse do sentimento da corporação, pelo desaparecimento do bravo companheiro.
EM SEGUIDA, usou da palavra o senhor comandante do 29º B.C,, Capitão Luís Tavares Guerreiro, que visivelmente emocionado, extremou o pesar de toda a tropa sob o seu comando, por ter infausto acontecimento, que ecoou a todo o Estado do Maranhão e repercutiu no Rio Grande do Norte, de onde a vítima era natural
CABO DÁRIO
O Cabo Dário Alves de Veras, no cumprimento do dever, saiu ferido. As demais vítimas pertenciam a outras corporações que ali defendia, a cidade de Flores.
FONTE: LIVRO HISTÓRIA DO BATALHÃO DE SEGURANÇA, autor: RÔMULO C. WANDERLEI – 1969

RESISTÊNCIA À “COLUNA PRESTES”, EM TERRAS POTIGUAR


Soldados e civis formas a resistência à coluna Prestes, nas cidades de Luís Gomes e São Miguel, na tromba do elefante. Essas cidades sofreram a invasão, as quais foram dominadas, saqueado o comércio e algumas fazendas agrícolas e pastoria. A resistência da PM RN contra a Coluna Prestes foi comandadas pelos tenentes JUVENTINO CABRAL e JOÃO MACHADO. Pelo lado civil, teve como chefe o coronel JOÃO PESSOA DE ALBUQUERQUE, DEPUTADO ESTADUAL E CHEFE POLÍTICO DE São Miguel. Os prejuízos no município de Luís Gomes foram avaliados em 128.036$096; enquanto, em São Miguel os prejuízos foram equivalentes em 307.330$500.
COLUNA REVOLUCIONÁRIA
Em 1930 a PM RN marchou juntamente com o 29º BATALHÃO DE CONSTRUÇÃO DO EXÉRCITO, com sede em Natal, integrando uma coluna revolucionária que foi até a cidade de Salvador, na Bahia
PM RN EM PERNAMBUCO
Em 1931 seguiu até Recife-PE um contingente da gloriosa e amada Polícia Militar, para auxiliar a manutenção da ordem pública naquela federação que se achava conturbada por uma revolta


REGRESSO AO ESTADO
No dia 25 de fevereiro de 1926, a bordo de um navio do Loide Brasileiro, chegaram a Natal, os oficiais e praças da gloriosa e amada Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte que tiveram no dia 20 de dezembro de 1925, ao Estado do Maranhão, defender a legalidade. O povo potiguares os aplausos do Cais ao Quartel – O comandante da corporação, tenente coronel JOAQUIM ANSELMO PINHEIRO FILHO, saúda os seus comandados que honraram o nome da PMRN em terras maranhenses. Dentre as vozes


O segundo combate da PMRN ocorreu no dia 13 de junho de 1927, na cidade de Mossoró. Por ocasião da invasão a cidade de Mossoró, a Polícia Militar mossoroense possuía um limitadíssimo efetivo policial militar, de apenas cinco soldados, comandados pelo Tenente LAURENTINO FERREIRA DE MORAIS, daí o prefeito mossoroense, coronel RODOLFO FERNANDES DE OLIVEIRA MARTINS (25/05/1872 – 11/10/1955), sabedor antecipadamente que Lampião atacaria a cidade através de um bilhete enviado pelo rei do Cangaço ao chefe do Poder executivo mossoroense, daí o mesmo reuniu os policiais da cidade e com outros vindo de outras comunidades e de bravos civis de Mossoró e região e no dia 13 de junho de 1927 botaram a cambada de Lampião para correr da terra de Santa Luzia.
A Prefeitura Municipal de Mossoró e Polícia Militar organizaram oito trincheiras, com a finalidade de combater o ataque de Lampião e seus cangaceiros. Conheça os nomes dos membros dessas trincheiras:

COMBATE À “REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE SÃO PAULO”
No dia 5 de julho de 1932, a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, no comandogeral, do Major Jacinto Tavares Ferreira, partiu para o Estado de São Paulo, via Recife-PE, pelo trem da Grat Moreira, uma Companhia da PM, sob o comando do Capitão Severiano Elias Pereira, conforme determinação expressa do Interventor Federal do Estado Bertinho Dutra, cuja companhia tinha uma missão de combater juntamente com outras co-irmãs o movimento Revolucionário, que passou à História com a denominação de REVOLUÇÃO CONSTITUCIONISTA DE SÃO PAULO, contra a datadura do senhor getúlio vargas, CUJO MOVIMENTO TEVE INÍCIO NO DIA 9 DE JULHO DE 1932
Primeiro contigente
Relacionaremos a seguir a relação dos nomes do primeiro contigente que seguiu para o Estado de São Paulo, no dia 5 de julho de 1932:
COMANDANTE – CAPITÃO SEVERINO ELIAS PEREIRA
RFRTIVO:
1º TENENTE INÁCIO GONÇALVES VALE
2º TENENTE LUIZ CÂNDIDOO DE OLIVEIRA
2º TENENTE JUVINO LOPES DA SILVA
1º SARGENTO PEDRO CECILIANO LUSTOSA
2º SARGENTO GENÉSIO CABRAL DE LIMA
2º SARGENTO BENEDITO PEREIRA DOS SANTOS
2º SARGENTO ANTONIO HONORATO DA SILVA
2º SARGENTO ANTONIO PEDRO DA SILVA
3º SARGENTO MANUEL ALVES FREIRE
3º SARGENTO JOSÉ FERNANDES DA SILVA
3º SARGENTO JOSÉ PAULINO DE MEDEIROS
3º SARGENTO JOSÉ MESQUITA
3º SARGENTO JOSÉ CORDEIRO DE PAULA
3º SARGENTO ANTONIO FÉLIX DE LIMA
3º SARGENTO LUIZ DE FRANÇA OLIVEIRA
3º SARGENTO JOÃO DOMINGOS FERREIRA
3º SARGENTO JOÃO ANTONIO DE OLIVEIRA
CABO-DE-ESQUADRA JOÃO ANTONIO DE OLIVEIRA
CABO-DE-ESQUADRA BERNARDO PINHEIRO GARCIA
CABO-DE-ESQUADRA AUGUSTO LEOPOLDO SOBRINHO
CABO-DE-ESQUADRA SEBASTIÃO GIL DE SOUZA
CABO-DE-ESQUADRA TOMAZ TEIXEIRA DO NASCIMENTO
CABO-DE-ESQUADRA JOSÉ DA SILVA PASTEL
CABO-DE-ESQUADRA VICENTE FAUSTINO DE OLIVEIRA
CABO-DE-ESQUADRA MANUEL AMARO DA SILVA
SOLDADO Nº 417 – ANTONIO ANTENOR TRIGUEIRO
SOLDADO Nº 238 – RAFAEL AFONSO DE OLIVEIRA, este pai do major Francisco Alvibá
SOLDADO Nº 358 – JOAQUIM NASCIMENTO DA SILVA
SOLDADO Nº 205 – JOÃO FIRMINO DE SALES, natural de Nísia Floresta, nascido a 1º de abril de 1906, filho de Firmino José de SALES E DE DONA Joaquina Carolina de Sales, ingressou na PMRN no dia 12 de março de 1927. Faleceu em Natal, no dia 25 de janeiro de 1998
SOLDADO Nº 235 – JOSÉ RIBEIRO DA SILVA
SOLDADO Nº 443 – VALDEMIRO ALVES DE OLIVEIRA
SOLDADO Nº 222 – JOAQUIM PAULINO DE AZEVEDO
SOLDADO Nº 299 – GERALDO VICENTE DE LIMA
SOLDADO Nº 161 – MANUEL PAULINO DE CARVALHO
SOLDADO Nº 234 – CARLOS NUNES
SOLDADO Nº 134 – LUIZ JERÔNIMO DA SILVA
SOLDADO Nº 157 – SEBASTIÃO MARCOLINO CARLOS NUNES
SOLDADO Nº 181 – GERALDO ISIDIO DE MORAIS
SOLDADO Nº 182 – JOAQUIM SANATANA DE OLIVEIRA
SOLDADO Nº 218 – FRANCISCO BONIFÁCIO ONÇA
SOLDADO Nº 219 – JAQUIM DELMIRO BARBOSA
SOLDADO Nº 220 – JOSÉ MARCELINO DA SILVA
SOLDADO Nº 229 – ANTONIO CLÁUDIO
SOLDADO Nº 270 – FRANCISCO AZEVEDO DE LIMA
SOLDADO Nº 277 – JOÃO FERREIRA DE OLIVEIRA
SOLDADO Nº 283 – WALDEMAR TORRES GALVÃO
SOLDADO Nº 285 – JOSÉ JOAQUIM SEVERIANO
SOLDADO Nº 287 – ANTONIO BONIFÁCIO
SOLDADO Nº 294 – DOUVINO ODIVAL CORREIA
SOLDADO Nº 296 – PEDRO ALVES DA SILVA
SOLDADO Nº 301 – TEODORICO RICARDO DE OLIVEIRA
SOLDADO Nº 314 – JOSÉ SOARES DE LIMA
SOLDADO Nº 318 – HIPÓLITO SOARES DA SILVA
SOLDADO Nº 323 – JOÃO FRANCISCO DE OLIVEIRA
SOLDADO Nº 327 – ADALBERTO FERREIRA DE QUEIROZ
SOLDADO Nº 334 – JOAQUIM ALEXANDRE DE FREITAS
SOLDADO Nº 337 – BENTO PACÍFICO DE MEDEIROS
SOLDADO Nº 378 – JOSÉ CRISPIM CAFÉ
SOLDADO Nº 380 – FRANCISCO LAURO DA SILVA
SOLDADO Nº 381 – CÍCERO ABDON QUIRINO
SOLDADO Nº 382 – FRANCISCO CONSTATINO DE MORAIS
SOLDADO Nº 383 – ANTONIO LAVES LEITÃO
SOLDADO Nº 387 – LUIZ AMÂNCIO IDALINO
SOLDADO Nº 388 – JOÃO MAXIMIANO DA ROCHA
SOLDADO Nº 390 – ABDON CAVALCANTE
SOLDADO Nº 391 – JOSÉ SEVERIANO
SOLDADO Nº 393 – ENEAS PEREIRA DOS SANTOS
SOLDADO Nº 394 – ALCEU CABRAL DE VASCONCELOS
SOLDADO Nº 396 – LUIZ ANTONIO DE MELO
SOLDADO Nº 397 – FRANCISCO FIRMINO
SOLDADO Nº 400 – ANTONIO MENEZES DA COSTA
SOLDADO Nº 404 – PEDRO VIEIRA DA SILVA
SOLDADO Nº 405 – FRANCISCO PEREGRINO DA SILVA
SOLDADO Nº 409 – CÍCERO ROMÃO BATISTA
SOLDADO Nº 410 – JOAQUIM ALVES DA SILVA
SOLDADO Nº 411 – ADEILDO PEREIRA DA SILVA
SOLDADO Nº 412 – ANTONIO CATOLÉ
SOLDADO Nº 413 – MANUEL AMARO DA SILVA
SOLDADO Nº 415 – LUIZ PEREIRA DA SILVA
SOLDADO Nº 421 – ABÍLIO LOURENÇO CORREIA
SOLDADO Nº 422 – MANUEL ISIDRO DA SILVA
SOLDADO Nº 424 – LUIZ RIBEIRO BARBOSA
SOLDADO Nº 425 – RAIMUNDO BEZERRA FEITOSA
SOLDADO Nº 426 - MAXIMIANO MONTEIRO
SOLDADO Nº 427 – JOÃO BATISTA DOS SANTOS
SOLDADO Nº 428 – JOÃO JUVENAL DA SILVA
SOLDADO Nº 429 – MANUEL JOSÉ DO NASCIMENTO
SOLDADO Nº 430 – JOSÉ PEREIRA DE LIMA
SOLDADO Nº 432 – SEVERINO JOSÉ DE OLIVEIRA
SOLDADO Nº 185 – JOSÉ SILVÉRIO GOMES
SOLDADO Nº 267 – MANUEL PEREIRA DA SILVA
SOLDADO Nº 284 – MANUEL PEREIRA DE ARAÚJO
SOLDADO Nº 396 – JOEL CIPRIANO
SOLDADO Nº 268 – MANUEL RIBEIRO DA CRUZ
SOLDADO Nº 436 – JOEL CIPRIANO
SOLDADO Nº 368 – PIO PEREIRA DA SILVA
SOLDADO Nº 347 – JOSÉ ANTONIO DO NASCIMENTO
SOLDADO Nº 226 – JOÃO INÁCIO DE JESUS
SOLDADO Nº 221 – FRANCISCO RODRIGUES DO NASCIMENTO
SOLDADO Nº 202 – JOAQUIM MENDES DA SILVA
SOLDADO Nº 321 – SEBASTIÃO TIBÚRCIO
SOLDADO Nº 322 – JOÃO ROSENDO FILHO
SOLDADO Nº 433 – GABRIEL BEZERRA DA SILVA
SOLDADO Nº 196 – SEVERINO FELÍCIO DOS SANTOS
SOLDADO Nº 260 – GALDINO BATISTA DAS CHAGAS
SOLDADO Nº 254 – MOISÉS GONÇALVES DE ARAÚJO
SOLDADO Nº 312 – JOSÉ JERÔNIMO DA SILVA
SOLDADO Nº 438 – SEVERINO VICENTE DE LIMA
SOLDADO Nº 418 – JOÃO CATUNDA DOS SANTOS
SOLDADO Nº 398 – FRANCISCO VIEIRA DE LIMA
SOLDADO Nº 288 – ABDON BEZERRIL
SOLDADO Nº 335 – ARTUR LEOCÁDIO DA SILVA
SOLDADO CORNETEIRO TAMBOR Nº 155 – FRANCISCO JOSÉ DO SOLDADO
SOLDADO CORNETEIRO TAMBOR Nº 156 – JOAQUIM LUIZ DA SILVA
SOLDADO CORNETEIRO TAMBOR Nº315 – JOSÉ ERNESTO BEZERRA
SOLDADO CORNETEIRO TAMBOR Nº212 – JOSÉ GOMES DE ANDRADE
SOLDADO CORNETEIRO TAMBOR Nº 213 – ESTÊVÃO CARLOS GALVÃO
ARMAMENTO
121 “MAUSER”, MODELO Brasileiro 1908, com 46.400 munições
03 fuzis “hotchkiss”, com 3.840 munições
SEGUNDO CONTIGENTE
O segundo contingente da PMRN, comandado pelo TENENTE ALBERTO GOMES DE SOUZA, viajara no mês de agosto de 1932, com destino ao Estado de São Paulo, para junta-se ao primeiro contingente que seguiram no dia 25 de julho de 1925.
MORTE DO TENENTE ALBERTO
A Revolução Constitucionalista de São Paulo, que teve início no dia 9 de julho de 1932, no território paulista, ocorreu a morte do tenente da PMRN Alberto Gomes de Souza, que no dia 22 de agosto de 1932, tombor mortalmente em solo do Estado de São Paulo, morrendo como Herói, por uma causa que julgava justa. O Tenente Alberto era um oficial ardoroso e leal que soube cumprir o seu dever com dedicações e bravura.
PROMOÇÃO POST-MORTEM DO TENENTE ALBERTO
O Interventor Federal do Rio Grande do Norte, Capitão Tenente BERTINO DUTRA DA SILVA, no dia 28 de setembro de 1932 promoveu post-mortem a primeiro tenente, o segundo tenente PMRN ALBERTO GOMES DE SOUZA, através do Decreto n° 342, de 28 de setembro de 1932, abaixo transcrito.
DECRETO Nº 342, DE SETEMBRO DE 1932
O INTERVENTOR FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE, usando de suas atribuições, e considerando que o 2º Tenete do Batalhão de Polícia Militar, ALBERTO GOMES DE SOUZA, incorporado às tropas em operações contra os rebeldes paulistas, foi morto, no dia 22 do corrente, em combate, no qual de destacou cela coragem, firmeza e abnegação com que lutava pela defesa da integridade da Pátria;
Considerando que o seu heroísmo e sacrifício constituem um nobre exemplo de patriotismo e de dignidade militar;
CONSIDERANDO que o extinto ainda não tinha, como oficial, o tempo de exercício necessário para que a sua família fizesse jus à pensão de Montepio;
CONSIDERANDO porém, que tem o Estado o dever de amparar a família dos que perdem a vida no desempenho de tão alta missão
DECRETA:
Art. 1º - É promovido, por ato de bravura, ao posto de 1º tenente do Batalhão de Polícia Militar, o 2º Tenente PM ALBERTO GOMES DE SOUZA, morto em combate contra os rebeldes de São Paulo
Art. 2º - É considerada à mãe do referido oficial, a partir do dia 22 do corrente, uma pensão mensal de 300$00 )TREZENTOS MIL RÉIS) no caso de falecimento de beneficiária essa pensão será dividida entre as irmãs solteiras e os irmãos menores do extinto e se extinguirá nos casos previstos na Lei nº 637, de 11 de novembro de 1926, que dispõe sobre o Montepio dos funcionários estaduais.
Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário.
Palácio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, em Natal, 28 de setembro de 1932, 44] da Republica
(as) BERTINO DUTRA DA SILVA
Lélio Augusto Soares da CÂMARA

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES  NEWS
CRIADO EM 28 DE DEZEMBRO DE 2008, PELO SPM JOTA MARIA, COM A COLABORAÇÃO DE JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR. COM 20 BLOGS, 1780 LINKS,UM ORKUT, UM TWITTER, UM MSN, UM YOUTUBE E UMA PÁGINA MUSICAL, TOTALIZANDO 1806 ENDEREÇOS ELETRÔNICOS NA WEB

PERFIL DO PORTAL OESTE NEWS

Minha foto
É o blog da cultura, política, economia, história e de muitas curiosidades regionais, nacionais e mundiais. Pesquisamos, selecionamos, organizamos e mostramos para você, fique atenado no Oeste News, aqui é cultura! SÃO 118 LINKS: SEU MUNICÍPIO - histórico dos 167 municípios potiguares; CONHECENDO O OESTE, MOSSORÓ, APODI - tudo sobre o município de Apodi, com fatos inéditos; MOSSORÓ - conheça a história de minha querida e amada cidade de Mossoró; SOU MOSSOROENSE DE NASCIMENTO e APODIENSE DE CORAÇÃO; JOTAEMESHON WHAKYSHON - curiosidades e assuntos diversos; JULLYETTH BEZERRA - FATOS SOCIAIS, contendo os aniversariantes do mês;JOTA JÚNIOR,contendo todos os governadores do Estado do Rio Grande do Norte, desde 1597 a 2009; CULTURA, POLICIAIS MILITARES, PM-RN, TÚNEL DO TEMPO, REGISTRO E ACONTECIMENTO - principais notícias do mês; MILITARISMO. OUTROS ASSUNTOS, COMO: BIOGRAFIA, ESPORTE, GENEALOGIA, CURIOSIDADES VOCÊ INTERNAUTA ENCONTRARÁ NO BLOG "WEST NEWS", SITE - JOTAMARIA.BLOGSPOT.COM OESTE NEWS - fundado a XXVII - II - MMIX - OESTENEWS.BLOGSPOT.COM - aqui você encontrará tudo (quase) referente a nossa querida e amada terra potiguar. CONFIRA...

POLÍCIA MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE

POLÍCIA MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE
A PMRN PASSA POR AQUI! - Meus queridos e amigos/companheiros da gloriosa e amada Polícia Militar do Rio Grande do Norte, superiores, iguais e subordinados acesse este link e fique por dentro referente a história de nossa corporação. Aqui você vai encontrar a maior fonte de pesquisa da PM-RN. Confira neste endereço eletrônico as 230 páginas da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, criada em XXVII - VI - MCMLXXXIV. MOSSORÓ-RN, X - III - MMIX @ STPM JOTA MARIA

MAJOR BEZERRA

MAJOR BEZERRA

DIVERSOS

CAPITÃO NOBRE

CAPITÃO NOBRE
EX-PRESIDENTE DA EXTINTA FENAT

CAPITÃ GEORGIA

CAPITÃ GEORGIA

CEL BENTO

CEL BENTO
FOTO EXTRAÍDA BLOG DO CEL ÂNGELO DANTAS

CEL JOSÉ FILHO

CEL JOSÉ FILHO

CEL SOCIGINES

CEL SOCIGINES

CAPITÃO XAVIER

CAPITÃO XAVIER

CEL ANTONIO PEREIRA BRITO

CEL ANTONIO PEREIRA BRITO

CEL ALTAMIRO FONSECA

CEL ALTAMIRO FONSECA

CEL ARI DE AGUIAR

CEL ARI DE AGUIAR
Meu 1º comandante

CEL ALEXANDRE SIMÕES

CEL ALEXANDRE SIMÕES

CEL VERAS SALDANHA

CEL VERAS SALDANHA

CEL NAPOLEÃO

CEL NAPOLEÃO
Lampião e seu bando tremia de medo do tenente Napoleão Agra

CEL PM JOSÉ REINALDO

CEL PM JOSÉ REINALDO

CEL SEVERINO RAUL

CEL SEVERINO RAUL

CEL GLICÉRIO DE OLIVEIRA

CEL GLICÉRIO DE OLIVEIRA

ALFERES OLEGÁRIO

ALFERES OLEGÁRIO

CEL GLICÉRIO

CEL GLICÉRIO
Luisgomense

TENENTE BILAC

TENENTE BILAC
PREFEITO DE MARTINS

CAPITÃO LUÍS CARLOS

CAPITÃO LUÍS CARLOS
APODIENSE

CAPITÃO GUIMARÃES

CAPITÃO GUIMARÃES

CEL JOSÉ TOMAZ

CEL JOSÉ TOMAZ

CORONEL GUILHERME

CORONEL GUILHERME

CEL REINALDO

CEL REINALDO

CAPITÃO PFEM MIRIA

CAPITÃO PFEM MIRIA
Primeira oficial PM da Região Oeste. Ela é de LUCRÉCIA.

CEL ANTONIO DE CASTRO

CEL ANTONIO DE CASTRO
FOTO EXTRAÍDA DO BLOG DO CEL ÂNGELO DANTAS

CEL ANTONIO MORAIS NETO

CEL ANTONIO MORAIS NETO

CEL CIPRIANO

CEL CIPRIANO
Atual cmt do 6º BPM

MAJOR CAVALCANTE

MAJOR CAVALCANTE

ST ALEXANDRE

ST ALEXANDRE

SOLDADO TONHECA

SOLDADO TONHECA
GRANDE MÚSICO POTIGUAR

CEL MILTON FREIRE

CEL MILTON FREIRE

CEL BENTO

CEL BENTO
Maior caçador de pistoleiros de todos os tempos da PMRN

SAUDOSO CABO GERALDO

SAUDOSO CABO GERALDO
Morreu em prol da sociedade potiguar

TENENTE ADALTO

TENENTE ADALTO
Prefeito de várias cidades do RN

CEL JOSÉ FONTES SOBRINHO

CEL JOSÉ FONTES SOBRINHO

CEL MAIA

CEL MAIA

CEL HERÁCLITO

CEL HERÁCLITO
Prefeito de várias cidades

CORONEL RAFAEL AFONSO

CORONEL RAFAEL AFONSO
VIII - II - MCMXXII - XX - XI - MMXI

SARGENTO SIQUEIRA

SARGENTO SIQUEIRA

ST BERNARDINO

ST BERNARDINO

CORONEL LUIZ GONZAGA

CORONEL LUIZ GONZAGA
PMRN - Exerceu o cargo de prefeito de Afonso Bezerra-RN

CEL VIRGÍLIO TAVARES

CEL VIRGÍLIO TAVARES

CEL PM WALTERLER DOS SANTOS

CEL PM WALTERLER DOS SANTOS
Inteligência da PMRN

CAPITÃO ENOCK

CAPITÃO ENOCK

QUAL FOI O MELHOR CMT-GERAL DA PMRN, CUJOS COMANDANTES SÃO ORIUNDOS DA PRÓPRIA CORPORAÇÃO?